segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Grande máquina do Mundo

os Lusíadas (Canto X - 80)

"Vês aqui a grande máquina do Mundo,
Etérea e elemental, que fabricada
Assi foi do Saber, alto e profundo,
Que é sem princípio e meta limitada.
Quem cerca em derredor este rotundo
Globo e sua superfícia tão limada,
É Deus: mas o que é Deus, ninguém o entende,
Que a tanto o engenho humano não se estende. "

in http://www.oslusiadas.com/content/view/27/50/

Nenhum comentário:

Postar um comentário