sábado, 28 de agosto de 2010

Santo Agostinho


+++
Celebramos neste dia a memória do grande Bispo e Doutor da Igreja que nos enche de alegria, pois com a Graça de Deus tornou-se modelo de cristão para todos. Agostinho nasceu em Tagaste, no norte da África, em 13 de Novembro de 354, filho de Patrício (convertido) e da cristã Santa Mônica, a qual rezou durante 33 anos para que o filho fosse de Deus.

Aconteceu que Agostinho era de grande capacidade intelectual, profundo, porém, preferiu saciar seu coração e procurar suas respostas existentes tanto nas paixões, como nas diversas correntes filosóficas, por isso tornou-se membro da seita dos maniqueus.

Com a morte do pai, Agostinho procurou se aprofundar nos estudos, principalmente na arte da retórica. Sendo assim, depois de passar em Roma, tornou-se professor em Milão, onde envolvido pela intercessão de Santa Mônica, acabou frequentando, por causa da oratória, os profundos e famosos Sermões de Santo Ambrósio. Até que por meio da Palavra anunciada, a Verdade começou a mudar sua vida.

O seu processo de conversão recebeu um "empurrão" quando, na luta contra os desejos da carne, acolheu o convite: "Toma e lê", e assim encontrou na Palavra de Deus (Romanos 13, 13ss) a força para a decisão por Jesus:"...revesti-vos do Senhor Jesus Cristo...não vos abandoneis às preocupações da carne para lhe satisfazerdes as concupiscências".
Santo Agostinho, que entrou no Céu com 76 anos de idade (no ano 430), converteu-se com 33 anos, quando foi catequizado e batizado por Santo Ambrósio. Depois de "perder" sua mãe, voltou para a África, onde fundou uma comunidade cristã ocupada na oração, estudo da Palavra e caridade. Isto, até ser ordenado Sacerdote e Bispo de Hipona, santo, sábio, apologista e fecundo filósofo e teólogo da Graça e da Verdade.

Santo Agostinho, rogai por nós!
in Canção Nova
+++
A Morte não é Nada
de Santo Agostinho

"A morte não é nada.
Eu somente passei
para o outro lado do Caminho.

Eu sou eu, vocês são vocês.
O que eu era para vocês,
eu continuarei sendo.

Me dêem o nome
que vocês sempre me deram,
falem comigo
como vocês sempre fizeram.

Vocês continuam vivendo
no mundo das criaturas,
eu estou vivendo
no mundo do Criador.

Não utilizem um tom solene
ou triste, continuem a rir
daquilo que nos fazia rir juntos.

Rezem, sorriam, pensem em mim.
Rezem por mim.

Que meu nome seja pronunciado
como sempre foi,
sem ênfase de nenhum tipo.
Sem nenhum traço de sombra
ou tristeza.

A vida significa tudo
o que ela sempre significou,
o fio não foi cortado.
Porque eu estaria fora
de seus pensamentos,
agora que estou apenas fora
de suas vistas?

Eu não estou longe,
apenas estou
do outro lado do Caminho...

Você que aí ficou, siga em frente,
a vida continua, linda e bela
como sempre foi."
+++

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Aceitação, Satisfação e Entusiasmo


+++

Conhecimento desperta a consciência
São José do Rio Preto, 1 de fevereiro de 2009
Editoria de Arte
Ariana Pereira

Por dez semanas, mais de um milhão de pessoas ao redor do mundo inteiro estiveram conectadas em busca de uma transformação do cenário atual em que a sociedade está inserida. O evento em questão não é a posse do novo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, muito menos os conflitos entre Israel e Palestina na faixa de Gaza. Os autores desse feito são Oprah Winfrey e Eckhart Tolle. Ela, apresentadora norte-americana reconhecida mundialmente; ele, autor do livro “Um novo mundo – o despertar de uma nova consciência” (Sextante). Por meio de transmissões ao vivo na internet, disposição de arquivos de áudio, vídeo e textos para o desenvolvimento e aplicação do conteúdo do livro, Oprah e Eckhart mobilizaram e provocaram os que acompanharam o trabalho para que os seres humanos despertem para um tempo que o escritor define como decisivo para a sobrevivência da espécie humana na terra. Abaixo, a Revista Bem-Estar transcreve um resumo do que os internautas de todo o mundo têm acesso no site http://www.oprah.com/.

O desabrochar da consciência humana
“O que a vida ou Deus quer de mim?” é a pergunta a ser feita no lugar de “ O que eu quero da vida?”. A vida mesmo dará essa resposta em um lugar que chamo Consciência. Para receber uma resposta, é necessária a prática da quietude. Assim calam-se os ruídos mentais, os pensamentos. A resposta não é imediata. Temos de confiar na vida quando há um impulso forte. Isso não significa, necessariamente, que você tem de obedecer a cada impulso. A natureza dá acesso ao silêncio interior se você estiver plenamente presente. Quando você contemplar uma flor, a veja sem interferência de pensamentos, para realmente enxergá-la. Isso é o que Jesus disse: “Olhai os lírios do campo”. Ele quis dizer: “Eles incorporam algo que você também tem. Mas pela ansiedade sobre o amanhã, não percebe. As flores não são ansiosas nem preocupadas com o futuro e veja como são bonitas! Você também pode viver assim”.

Estar presente com a percepção. Este tema é, talvez, o principal que atravessa todo o livro. É preciso deixar de rotular pessoas e situações. Isso não significa que você precisa esquecer o que aprendeu. Poderíamos chamar isso de “perceber”, ver através de um fundo de quietude. Há pessoas que estão tão presas em um ruído mental contínuo - e isso absorve a atenção durante o tempo todo - que não veem que o mundo à sua volta tem vida. Tornam-se frias, sem vida, presas em suas cabeças, não estão presentes. A condição humana perde-se em pensamento. Você tem de estar consciente, portanto, observe sua própria mente. Os pensamentos são condicionados pelo passado, infância, educação, cultura. E há uma disfunção incorporada na própria estrutura do nosso processo de pensamento. Essa é a forma como o ego surge.

Quando você desperta para isso, um lote de velhas vozes na cabeça, o velho pensamento ainda surge. Você não precisa agir sobre ele, dizer: “Vá embora, não quero pensar nisso.” Isso não funciona. O essencial é reconhecê-lo como pensamento condicionado. O agora é o ponto para entrar no estado de consciência. Há muitas coisas que você pode fazer para acessar o poder do momento presente. Por exemplo, quando fizer coisas simples como lavar as mãos, andar pela sala ou descer as escadas, as faça conscientemente, tornando-se presente cada sensação. Olhe, ouça, toque. O poder só pode fluir em sua vida quando você está completamente presente, totalmente com o que você está fazendo agora. E é por isso que a maioria não tem esse poder, porque vive sempre para a próxima coisa, desvaloriza o momento presente.
A descoberta do espaço interior
A mente de muitas pessoas está cheia de coisas, de contínuos pensamentos, emoções. E a vida exterior é cheia de coisas que precisam ser feitas, uma coisa depois da outra. Na vida de muitos parece não haver espaço interior, que eu chamo de calma. Uso esse termo, mas ele é mais vasto do que apenas calma. Pensamentos surgem a todo instante e tornam-se um objeto na consciência. Isso é no que consiste a vida da maioria das pessoas: objetos surgindo continuamente na consciência, o que chamo de “objetos da consciência”. E isso é o que a maioria das pessoas conhece. Elas também se conhecem como um objeto nas suas consciências, têm uma imagem e certas opiniões a respeito de quem são. Relacionam-se consigo como um objeto mental. Objetos de consciência precisam ser balanceados por espaços na consciência para um retorno da sanidade no nosso planeta e para que a humanidade cumpra seu destino. Esse surgimento de espaço na consciência é o próximo estágio da evolução humana. Espaço na consciência significa estar consciente das coisas que sempre chegam, como percepção, pensamentos e emoções. Conscientização significa que você não está só consciente das coisas, mas você também está consciente de estar consciente. Por exemplo, quando você olhar uma flor, tente sentir a si mesmo como uma presença que está olhando.

São duas dimensões: consciente de estar consciente e consciente do que está olhando. A verdadeira paz surge dessa consciência. Mas observar não pode ser confundido com julgar. Não há julgamento. É claro como um espelho. A consciência pode dissolver antigos padrões, pois consciência e vícios não conseguem coexistir por muito tempo. É uma prática contínua, mas não espere tornar-se perfeito. O primordial em sua vida não é algo externo. O que é primordial é seu estado interior de consciência. Você pode ter as melhores riquezas, se está ansioso ou tem medo e negatividade, nada é pior do que isso. Somente quando está em um estado interior de presença, se pode adequar as situações externas. E o preço a pagar por isso é deixar passar a falsa ideia que tem de si. Qualquer situação que surgir na sua vida, antes de chamá-la de boa ou ruim, antes de julgá-la, lembre-se “isso também vai passar”. Vivemos em um mundo que as coisas passam continuamente. Os budistas chamam isso de impermanência. É uma das profundas verdades do Buda. A inabilidade para deixar passar situações ou pessoas traz sofrimento. Não se prenda. Se não se prende significa que não tem medo de perder. Uma vez que vê e aceita a transitoriedade de todas as coisas e como a mudança é inevitável, você pode aproveitar os prazeres do mundo enquanto eles duram, sem medo de perder ou ansiedade a respeito do futuro.
+++
Uma nova terra
A expansão e contração estão refletidas em todo o universo de diversas maneiras como a incessante expansão e contração do coração, a inspiração e a expiração. Esses dois movimentos - sair e retornar - também estão em ciclos na vida. Do nada você apareceu no mundo. O nascimento é seguido da expansão psicológica, idade, conhecimento, atividades, posses. É um tempo em que você está concentrado em encontrar ou perseguir seu propósito exterior. Cada vida representa um mundo, um único caminho em que o Universo se experimenta. Isso nos tira da ilusão de que tudo é apenas essa pequena pessoa limitada. Você é o universo, a vida. Construímos a vida, adquirimos experiências, conhecimento, posses, a esfera de influências se estende. Usualmente isso dura até certa idade. Então, quando chegamos a uma certa idade, de repente, se inicia um movimento diferente, percebemos que o corpo não é tão duradouro, nem tão forte, pessoas ao redor morrem. É o que podemos chamar de dissolução da forma. Temos medo disso, e não apenas medo, mas um desdém, fazemos de tudo para permanecer jovens.

Mas quando a forma com a qual se identificava começa a desmoronar, é momento de voltar para si, retornar à espiritualidade, despertar para a própria consciência. E não é preciso envelhecer para dar início a esse processo. Nossa civilização ainda está só interessada no movimento exterior, sabemos pouco sobre o movimento de volta para si. A dimensão da profundidade, do espírito, está perdida, então nossas vidas tornaram-se superficiais, gerando infelicidade. Se você não está alinhado com o momento presente, consigo mesmo, com a vida, torna-se completamente disfuncional e gera desarmonia psicológica ao redor de si, se faz infeliz. A infelicidade se espalha como uma doença. O alinhamento dos seus propósitos interior e exterior é chamado de “fazer consciente”. É o próximo estágio da evolução da consciência no nosso planeta.

Três estágios do “fazer consciente”: aceitação, satisfação e entusiasmo. Você precisa estar vigilante para ter certeza que uma delas opera quando está fazendo algo, da mais simples à mais complexa atividade. Muitos estão em desarmonia, pois não aceitam, satisfazem-se ou entusiasmam-se com o que fazem.

Uma nova espécie está chegando ao planeta. Está chegando agora e nós somos essa espécie. É uma enorme mudança na consciência o que está acontecendo. Há um pequeno poema de Hafiz que é um resumo do décimo capítulo: “Eu sou um buraco na flauta pelo qual passa o sopro de Cristo. Ouça a música”. Eu não sou a flauta. “Eu sou o buraco pelo qual passa o sopro de Cristo”. A respiração de Deus se move por mim. Ouça a música.
in Revista Bem-Estar
+++

+++

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

O Poder do Agora / The Power of Now

+++
Um texto que nos traz uma lição simples e singela: como usar o potencial do presente, como viver no agora. A nossa mente tende sempre a seguir um caudal de pensamentos, dirigindo-se para o passado ou para o futuro, esquecendo-se constantemente do presente. Mas é no presente, e na consciência do presente, que podemos encontrar a paz e a libertação. De forma prática e acessível, esta obra, uma apresentação do misticismo clássico para os tempos modernos, dá-nos a ver como aceder ao poder ilimitado do agora.
in "O Poder do Agora" de Eckhart Tolle
+++
+++
Eckhart Tolle nasceu na Alemanha, onde viveu até aos treze anos. Licenciou-se pela Universidade de Londres e trabalhou como investigador na Universidade de Cambridge. Aos vinte e nove anos, uma profunda transformação espiritual mudou radicalmente a sua vida. Nos anos que se seguiram dedicou-se a compreender, integrar e aprofundar essa transformação, que marcou o início de uma intensa caminhada interior. Nos últimos anos tem trabalhado como conselheiro e mestre espiritual a título particular e com pequenos grupos, tanto na Europa como nos Estados Unidos. Vive em Vancouver, no Canadá, desde 1996. Para além do best-seller internacional O Poder do Agora (Pergaminho, 2001), que conta com milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, Eckhart Tolle é também autor de A Prática do Poder do Agora (Pergaminho, 2002), A Voz da Serenidade (Pergaminho, 2003) e Um Novo Mundo (Pergaminho, 2006).
+++

sábado, 21 de agosto de 2010

A Alegria está no Coração



+++
A alegria está no coração de quem já conhece a Jesus
A verdadeira paz só tem aquele que já conhece a Jesus
O sentimento mais precioso que vem do nosso Senhor
É o Amor que só tem quem já conhece a Jesus (x2)
Aleluia, aleluia, aleluia, aleluiam,
O sentimento mais precioso que vem do nosso Senhor
É o amor que só tem quem já conhece a Jesus
Posso Pisar numa tropa e saltar as muralhas
Aleluia hey , Aleluia (2X)
Cristo é a Rocha da minha salvação
com ele não há mais condenação
Posso pisar numa Tropa e saltar as muralhas
Aleluia hey , aleluia...
Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia
Sentimento mais precioso que vem do nosso Senhor
É o amor que só tem quem já conhece a Jesus
Aleluia Amém
+++
in http://www.lyricstime.com/jonas-silva-a-alegria-est-no-cora-o-lyrics.html
+++

A soldado desconhecida

Josefa, 21 anos, a viver com a mãe. Estudante de Engenharia Biomédica, trabalhadora de supermercado em part-time e bombeira voluntária. Acumulava trabalhos e não cargos - e essa pode ser uma primeira explicação para a não conhecermos. Afinal, um jovem daqueles que frequentamos nas revistas de consultório, arranja forma de chamar os holofotes. Se é futebolista, pinta o cabelo de cores impossíveis; se é cantora, mostra o futebolista com quem namora; e se quer ser mesmo importante, é mandatário de juventude. Não entra é na cabeça de uma jovem dispersar-se em ninharias acumuladas: um curso no Porto, caixeirinha em Santa Maria da Feira e bombeira de Verão. Daí não a conhecermos, à Josefa. Chegava-lhe, talvez, que um colega mais experiente dissesse dela: "Ela era das poucas pessoas com que um gajo sabia que podia contar nas piores alturas." Enfim, 15 minutos de fama só se ocorresse um azar... Aconteceu: anteontem, Josefa morreu em Monte Mêda, Gondomar, cercada das chamas dos outros que foi apagar de graça. A morte de uma jovem é sempre uma coisa tão enorme para os seus que, evidentemente, nem trato aqui. Interessa-me, na Josefa, relevar o que ela nos disse: que há miúdos de 21 anos que são estudantes e trabalhadores e bombeiros, sem nós sabermos. Como é possível, nos dias comuns e não de tragédia, não ouvirmos falar das Josefas que são o sal da nossa terra?
see also DN - 10 de Agosto
and Escritos do Douro

+++



















É muito bom saber que há pessoas tão boas no mundo
apesar de muitas vezes serem desconhecidas.
É pena que nos deixem desta forma cruel.
Mas é bom acreditar que deixam marca
e que são exemplo e referência para muitos.
Cabe-nos a nós, que por cá ficamos,
não esquecermos «as “Josefas” que são o sal da nossa Terra».
Obrigado António, pelo mail que me enviaste.
Obrigado Josefa, pelo exemplo que nos deste.
Filipe.
+++

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Vamos celebrar / Let's celebrate

http://www.uptofaith.com/
+++
Esse dia será lembrado como o maior dia na história
O destino do mundo mudou num glorioso momento
Quando a Vida triunfou no domingo da Ressurreição
A esperança de um povo à procura da vida
O dia será mais brilhante
A mensagem de liberdade toca nos céus
Espalhando o fogo
A bandeira de uma nação pronta para voar
Elevando-os mais alto
O coração de uma terra que se levanta para lutar
Cheio de desejo
Quando nada é como você deseja
Olhe para o céu
A Liberdade foi paga no Calvário
A corrente está quebrada
Fazendo um caminho certo para o destino
Fronteiras estão abertas
E Jesus concedeu a vitória
Naquela manhã de domingo
A alegria neste tempo de vida,
totalmente livre
Mais do que o mundo dá,
além do que você vê
Para as nações é a hora de levantar
a esperança que está em Jesus Cristo
Se os gigantes vierem, apenas aguente firme,
a vantagem está do seu lado
Jesus, irá lutar a batalha final
Uma luz surgiu naquela manhã de domingo
rompeu as fronteiras do tempo
Coraçoes começam a brilhar,
chamando toda a humanidade
Vamos celebrar a vida eterna (x2)
Quando alguma coisa em você, diz que você não ultrapassa o além, algo sussurra, que você preciso ir também você diz que as coisas simplesmente não podem ficar assim, seu coração está clamando socorro, socorro. Mundo é apenas um problema, saia da sua confusão, salte o tempo de agoras, Agarre sua chance em dobro. Deixe isso para trás, você vai ver que você não vai se arrepender, uma vez que você se encontrar com Jesus, você achará a resposta. Não corra atrás da suas bobeiras, ou consulte seus tolos, apenas siga seu coração e vai ser super legal. Acorde, veja a luz, encontrar a nova vida em sua vida, com a visão nEle, Ele te levará a novas alturas. O resgate começou, agora Alguem vem, fique olhando para o céu, mas não para o avião do presidente. A saída é para cima, para cima e para fora, com Jesus hoje é o Dia da Independência.
Brilhando,
chamando a toda a humanidade
Vamos celebrar a vida eterna
Uma luz surgiu naquela manhã de domingo
rompeu as fronteiras do tempo
Corações começam a brilhar,
chamando a toda a humanidade
Vamos celebrar
Vamos celebrar
Vamos celebrar
a vida eterna
+++

+++
That day will be remembered as the greatest day in history
The fate of the world changed in one glorious moment
When Life triumphed on Resurrection Sunday
The hope of a people searching for life
The day will be brighter
The message of freedom rings in the sky
Spreading the fire
The flag of a nation ready to fly
Taking them higher
The heart of a land that rises to fight
Full of desire
When nothing is as you want it to be
Look up to heaven
Freedom was paid for on Calvary
The chain is broken
Making a way right to destiny
Borders are open
And Jesus has granted the victory
That Sunday morning
Joy in this life time,
utterly free

More than the world gives,
beyond what you see

For nations its time to rise
their hope is in Jesus Christ
If the giants come, just hold on,
the advantage is now on your side
Jesus, will take the final fight
A light dawned that Sunday Morning
it broke through the boundaries of time
Hearts start shining, calling to all mankind
Let's celebrate eternal life (x2)
When something in you, says youre not through, something whispers, you need to go too you say that things just cant stay this way, your heart is calling may day may day. World is just trouble, get out of your muddle, jump, nows the time, take your chance on the double. Leave it behind, you'll see you wont mind, once you meet Jesus the answer you'll find, Dont google your noodle, or consult your poodle, just follow your heart and it will be super. Wake up, see the light, find new life in His life, with Him in sight He'll take you to new heights. The rescues begun, now Someones come, be looking to the sky but not for Air Force One. The way out is up; up up and away, with Jesus today is Independence day.
Shining,
calling to all mankind
Let's celebrate eternal life
A light dawned that Sunday Morning
it broke through the boundaries of time
Hearts start shining, calling to all mankind
Let's celebrate
Let's celebrate
Let's celebrate
eternal life
+++
http://www.hit.hu/
+++
from Zimbórios
+++

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Santa Clara de Assis


+++
"Clara de nome, mais clara de vida e claríssima de virtudes!" Neste dia, celebramos a memória da jovem inteligente e bela que se tornou a 'dama pobre'. Santa Clara nasceu em Assis (Itália), no ano de 1193, e o interessante é que seu nome vem de uma inspiração dada a sua fervorosa mãe, a qual [inspiração] lhe revelou que a filha haveria de iluminar o mundo com sua santidade.
Pertencente a uma nobre família, destacou-se desde cedo pela sua caridade e respeito para com os pequenos, por isso, ao deparar com a pobreza evangélica vivida por Francisco de Assis apaixonou-se por esse estilo de vida. Em 1212, quando tinha apenas dezoito anos, a jovem abandonou o seu lar para seguir Jesus mais radicalmente. Para isso foi ao encontro de Francisco de Assis na Porciúncula e teve seus lindos cabelos cortados como sinal de entrega total ao Cristo pobre, casto e obediente.
Ao se dirigir para a igreja de São Damião, Clara – juntamente com outras moças – deu início à Ordem, contemplativa e feminina, da Família Franciscana (Clarissas), da qual se tornou mãe e modelo, principalmente no longo tempo de enfermidade, período em que permaneceu em paz e totalmente resignada à vontade divina. Nada podendo contra sua fé na Eucaristia, pôde ainda se levantar para expulsar – com o Santíssimo Sacramento – os mouros (homens violentos que desejavam invadir o Convento em Assis) e assistir, um ano antes de sua morte em 1253, a Celebração da Eucaristia, sem precisar sair de seu leito. Por essa razão é que a santa de hoje é aclamada como a "Patrona da Televisão".
Santa Clara, rogai por nós!
+++