domingo, 23 de janeiro de 2011

Bó e Titi

Na semana passada tive de ir ao Porto em trabalho e aproveitei para visitar a minha avó e a minha tia. Toquei à porta e a Titi veio receber-me. Saudou-me com agrado e conduziu-me à Sala, onde se encontrava aminha avó. A Bó estava sentada na mesa, frente ao televisor e olhou-me assim que entrei. 
- Olá Bó. Sabes quem sou?
- Miguelinho, disse ela prontamente, com um sorriso nos lábios.
Não a contrariei ao me tomar pelo meu irmão e também lhe sorri... Poucos minutos depois, perante um sorriso constante a mim dirigido, não consegui conter uma lágrima. Abracei-a e beijei-a sem dizer uma palavra. Não disse nada mas, enquanto a abraçava, pensava no amor que lhe tenho. Vou guardar para sempre esse momento no meu coração. E vou guardá-lo, bem junto duma imagem da minha avó alegre, dinâmica e com o mesmo sorriso que, como por magia, ainda hoje mantém.
A minha tia tudo observou em silêncio e dor. A Titi é um Anjo e acompanha a Bó neste doloroso final de viagem. A Titi dá à minha Avó a companhia e o conforto que ela merece e que todos nós, restantes familiares, lhe devemos. Obrigado Titi pela tua entrega, pelo teu exemplo e enorme capacidade de amar.

Muito Obrigado Titi!
Filipe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário