sábado, 24 de março de 2012

Magnífico Mundo!


Chico Anysio, que nos deixou ontem, mostra toda a sua genialidade declamando no programa do Jô um monólogo somente com palavras iniciadas com a letra M.
Francisco Anysio de Oliveira Paula Filho  (1931-2012)

João 15


+++
visite: http://flaviosiqueira.com/
+++
«Eu sou a verdadeira videira e meu Pai é o agricultor. Todo o ramo que não dá fruto em Mim, o Pai corta-o. Os ramos que dão fruto, poda-os para que dêem mais fruto ainda. Vós já estais limpos por causa da Palavra que vos dirigi. Ficai unidos a Mim e Eu ficarei unido a vós. O ramo que não fica unido à videira não pode dar fruto. Vós também não podereis dar fruto, se não ficardes unidos a Mim. Eu sou a videira e vós os ramos. Quem fica unido a Mim, e Eu a ele, dará muito fruto, porque sem Mim não podeis fazer nada. Quem não fica unido a Mim será lançado fora como um ramo, e secará. Esses ramos são juntados, lançados ao fogo e queimados». «Se ficardes unidos a Mim e as minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes e ser-vos-á concedido. A glória de meu Pai manifesta-se quando dais muitos frutos e vos tornais meus discípulos. Assim como meu Pai Me amou, Eu também vos amei: permanecei no meu amor. Se obedeceis aos meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como Eu obedeci aos mandamentos do meu Pai e permaneço no seu amor. Disse-vos isto para que a minha alegria esteja em vós e a vossa alegria seja completa. O meu mandamento é este: amai-vos uns aos outros como Eu vos amei. Não existe amor maior do que dar a vida pelos amigos. Sereis meus amigos se fizerdes o que vos mando. Não vos chamo empregados, pois o empregado não sabe o que o patrão faz; chamo-vos amigos, porque vos comuniquei tudo o que ouvi a meu Pai. Não fostes vós que Me escolhestes, mas fui Eu que vos escolhi. Eu destinei-vos para irdes e dardes fruto e para que o vosso fruto permaneça. O Pai dar-vos-á tudo o que Lhe pedirdes em meu nome. O que vos mando é que vos ameis uns aos outros». «Se o mundo vos odiar, sabei que Me odiou primeiro a Mim. Se fôsseis do mundo, o mundo amaria o que é dele. Mas o mundo odiar-vos-á, porque não sois do mundo, pois Eu escolhi-vos e tirei-vos do mundo. Lembrai-vos do que vos disse: nenhum empregado é maior do que o seu patrão. Se Me perseguiram a Mim, perseguir-vos-ão também a vós; se guardardes a minha palavra, guardarão também a vossa palavra. Far-vos-ão tudo isto por causa do meu Nome, pois não reconhecem Aquele que Me enviou. Se Eu não tivesse vindo e não lhes tivesse falado, não seriam culpados de pecado. Mas agora não têm nenhuma desculpa do seu pecado. Quem Me odeia, odeia também o meu Pai. Se Eu não tivesse feito no meio deles obras como nenhum outro fez, não seriam culpados de pecado. Mas eles viram o que Eu fiz e apesar disso odiaram-Me a Mim e a meu Pai. Deste modo realiza-se o que está escrito na Lei deles: "Odiaram-Me sem motivo". O Advogado, que vos mandarei de junto do Pai, é o Espírito da Verdade que procede do Pai. Quando vier, dará testemunho de Mim. Vós também dareis testemunho de Mim, porque estais comigo desde o princípio».

segunda-feira, 19 de março de 2012

Dia do Pai

Fábio Jr. emocionado ao ver o Filho Fiuk cantar "PAI", 
o seu eterno classico, no Faustão.

O amor de um pai

Hoje celebramos a vida do pai. Mais conhecido ou desconhecido, ninguém nasce sem a dádiva de um outro ser humano a quem aprende a chamar pai. Nesta celebração, a Igreja desloca o nosso olhar para a pessoa de S. José – pai «terreno» de Jesus – sugerindo os traços simples e profundos que desejamos celebrar. S. José o ser humano que aceitou abrir o seu coração a um amor maior; um amor que aceita acolher o que não entende e é capaz de encontrar formas novas e surpreendentes de se exprimir… 
S. José, colocamos nas tuas mãos os pais do mundo inteiro. De um modo particular os que neste dia choram a morte dos seus filhos; os que estão sós ou foram abandonados; os que lutam diariamente por um pouco de pão que devem levar para casa; os que estão longe das suas terras de origem, impossibilitados de acompanhar o crescimento diário dos seus filhos. S. José, protege todos os pais, ajuda-os nos caminhos da fé e da esperança e abençoa tanta dor silenciosa.
Ir. Luísa Maria
fonte: Rádio Renascença (Oração da Manhã)

sábado, 17 de março de 2012

Christian Meditation (John Main OSB)

“The all-important aim in Christian meditation is to allow God’s mysterious and silent presence within us to become more and more not only a reality, but the reality which gives meaning, shape and purpose to everything we do, to everything we are..."
“Sit down. Sit still and upright. Close your eyes lightly. Sit relaxed but alert. Silently, interiorly begin to say a single word. We recommend the prayer-phrase maranatha. Recite it as four syllables of equal length. Listen to it as you say it, gently but continuously. Do not think or imagine anything – spiritual or otherwise. If thoughts or images come, these are distractions at the time of meditation, so keep returning to simply saying the word. Meditate each morning and evening for between twenty and thirty minutes.” – John Main OSB
visit: http://www.johnmain.org/
John Main OSB (1926–1982)  

Retorno ao Centro (Bede Griffiths)

«Além de ser cristão, eu preciso ser um hindu, um budista, jainista, zoroastrista, Sikh, muçulmano e judeu. Só assim poderei conhecer a Verdade e encontrar o ponto de reconciliação de todas as religiões... É esta revolução que tem de se processar na mente do homem ocidental.»
Retorno ao Centro
O conhecimento da Verdade - O ponto de reconciliação de todas as religiões
Bede Griffiths

«Retorno ao Centro é hoje um "clássico moderno" da espiritualidade, dando-nos uma visão ecuménica profunda, que leva até suas últimas consequências "a abertura às outras religiões" aprovada pelo Vaticano II em "Nostra Aetate

Jane Fonda: O terceiro ato da vida

«Jane Fonda, nesta brilhante apresentação, aborda o Terceiro Ato: as 3 últimas décadas de nossa vida. Auto-compreensão rumo à libertação. Emocionante!»


quarta-feira, 14 de março de 2012

10 pedidos de um cão


01) Minha vida dura apenas uma parte de sua vida; qualquer separação de você significa sofrimento para mim. Pense muito nisso antes de me adotar.

02) Tenha paciência e me dê um tempo para que eu possa compreender o que você espera de mim. Você também nem sempre entende imediatamente as coisas.

03) Deposite sua confiança em mim, pois eu vivo disso e vou compensá-lo por isso mais do que ninguém.

04) Nunca guarde rancor de mim se eu aprontar alguma, e não me prenda "de castigo". Você tem outros amigos além de mim, tem seu trabalho e seu lazer - mas eu só tenho você.

05) Converse comigo. Eu não entendo todas as palavras, mas me faz bem ouvir sua voz falando só para mim.

06) Pense bem como você, seus amigos e visitas me tratam. Eu jamais esqueço.

07) Também pense, quando você quiser me bater, que eu poderia facilmente quebrar os ossos da mão que me machuca, mas que eu não lanço mão deste recurso.

08) Se alguma vez você não estiver satisfeito comigo, porque estou de mau humor, preguiçoso ou desobediente, imagina que talvez a minha comida não esteja me fazendo bem ou que tenho estado muito exposto ao sol, ou que meu coração já está um pouco cansado e fraco.

09) Por favor, tenha compreensão comigo quando eu envelhecer. Não pense logo em me abandonar para adotar um cãozinho novo e bonitinho. Você também envelhece.

10) E quando chegar meu último e mais difícil momento fique comigo. Não diga "não posso ver isso". Com sua presença tudo fica mais fácil para mim. A fidelidade de toda a minha vida deveria compensar este momento de dor.

•°´¯¯`°•-:¦:-••°´¯¯`°•-:¦:-••°´¯¯`°•-:¦:-•
FONTE/ AUTOR
Ulrich Klever, zoólogo,
Em: "The Complete Book of Dog Care"
Tradução Christa Kurmeier
•°´¯¯`°•-:¦:-••°´¯¯`°•-:¦:-••°´¯¯`°•-:¦:-•
fonte: Simplesmente Beija Flor
(mail recebido hoje - obrigado AF)

Ouse Crer!


Conta uma antiga lenda que na Idade Média um homem muito religioso foi injustamente acusado de ter assassinado uma mulher.

Na verdade, o autor do crime era uma pessoa influente do reino e por isso, desde o primeiro momento se procurou um bode expiatório para acobertar o verdadeiro assassino.

O homem foi levado a julgamento, já temendo o resultado: A Forca.

Ele sabia que tudo iria ser feito para condená-lo e que teria poucas chances de sair vivo desta história.

O juiz, que também estava combinado para levar o pobre homem à morte, simulou um julgamento justo, fazendo uma proposta ao acusado que provasse a sua inocência.

Disse o Juiz: Sou de uma profunda religiosidade e por isso vou deixar sua sorte nas mãos do Senhor. Vou escrever em um pedaço de papel a palavra INOCENTE, e no outro pedaço a palavra CULPADO. Você sorteará um dos papéis e aquele que sair será o veredicto. O Senhor decidirá o seu destino. Determinou o Juiz.

Sem que o acusado percebesse, o Juiz preparou dois papéis, mas em ambos ele escreveu CULPADO. De maneira que, naquele instante, NÃO existia nunhuma chance do acusado se livrar da forca.

Não havia saída. Não havia alternativas para o pobre homem.

O Juiz colocou os dois papéis sobre a mesa e mandou o acusado escolher um. O homem pensou alguns segundos e pressentindo a armação, aproximou-se confiante da mesa, pegou um dos papéis e rapidamente colocou na boca e o engoliu.

Os presentes ao julgamento reagiram surpresos e indignados com a atitude do homem.

Mas o que você fez?!?! E agora??? Como vamos saber o veredicto?

É muito fácil, respondeu o homem. Basta olhar o outro pedaço que sobrou e saberemos que acabei engolindo o seu contrário.

Imediatamente o homem foi libertado.

Por mais difícil que seja uma situação, não deixe de acreditar e de lutar até o último momento.

Saiba que qualquer problema, Deus tem a solução! Não desista... Não entregue os pontos... Não se deixe derrotar... Quando tudo parece perdido, ouse a crer! Persista, vá em frente apesar de tudo e de todos.

Creia que Deus pode e vai te dar a vitória! E acima de tudo quando você estiver um grande problema, não vá até Deus dizer que tem um grande problema, vá até o problema e diz que você tem um grande "DEUS".

Jesus ama você e todos os membros da sua família.

Autor desconhecido.
fonte: Reflexões Evangélicas
(mail recebido hoje - Obrigado AF)

Hey Jude (T-Mobile Sing-along Trafalgar Square)


Uma empresa de telefonia móvel inglesa promoveu essa mobilização em Trafalgar Square, Londres, reunindo mais de 13 mil pessoas. A empresa simplesmente mandou um convite pelo celular:
"esteja em Trafalgar Square tal dia, tal horário". E nada mais foi dito.
Os que foram acharam que iam dançar, como tem acontecido em outras mobilizações desse tipo. Mas, na hora, distribuiram microfones, muitos, muitos, muitos mesmo, e fizeram um karaokê gigante, de surpresa!!!
E todos o que estavam na praça, que estavam passando que não sabiam do convite cantaram junto. Quanta energia ....
É de arrepiar. Se você um dia curtiu os Beatles, vai se emocionar...

fonte: mail recebido ontem.

Obrigado MJ!


segunda-feira, 12 de março de 2012

O show diário de vizinhos conflituosos

Os conflitos indo-paquistaneses parecem estar longe da cerimónia que todos os dias assinala o fecho da fronteira entre os dois países, em Wagah.
Pedro Cordeiro (www.expresso.pt)
10:00 Sábado, 10 de março de 2012

Quem assistir às cerimónias diárias de fecho da fronteira entre a Índia e o Paquistão, em Wagah, dificilmente recordará o conflito perene entre estas duas nações asiáticas.

A traumática partição da Índia Britânica, em 1947, deixou dois países desavindos, entretanto munidos de armas nucleares e que ainda hoje disputam a região de Caxemira.

Desde as respetivas independências, Índia e Paquistão travaram guerras (em 1947, 1965 e 1971) e estiveram várias vezes à beira do confronto atómico.

Ritual encenado para turista ver

Nada disto impede o espetáculo de cor e movimento que diariamente decorre em Wagah, a única passagem terrestre entre a Índia e o Paquistão. Esta aldeia, da qual metade fica de cada lado da fronteira, assiste desde 1959 a uma cerimónia protagonizada pelas forças armadas indianas e paquistanesas.

Ao pôr do sol, uma parada de soldados de ambos os lados executa uma coreografia que precede o arrear das bandeiras dos dois países. Depois, cumprimentam-se e os portões são fechados.

Face ao aumento do número de turistas interessados em assistir, as autoridades decidiram, em 2010, fazer algumas alterações à cerimónia para lhe conferir um tom menos bélico.
fonte: Expresso

domingo, 11 de março de 2012

A Igreja de Barcarena

A Igreja de Barcarena - vista exterior (2012.03.11)
A Igreja de Barcarena - vista interior (2012.03.11)

KONY 2012


Kony 2012 é um filme e campanha intitulada "Invisible Children" que visa tornar famoso Joseph Kony. Não para celebrá-lo, mas para angariar apoio para a sua prisão e estabelecer assim um precedente na justiça internacional.
fonte: Zimbórios

Reacção de bebé quando ouve pela 1ª vez

Reacção de bebé de 8 meses
quando ouve pela primeira
vez a voz da sua mãe.

Visita ao Zoo

Ontem visitámos o Zoo
tarde muito agradável 
gratos pelo convite afável 
dos tios que nos levaram.
Foi estreia para a Clarinha
que muito apreciou, 
sobretudo os lagartos
que pelo vidro quase tocou.
Sentir a vida animal
é algo muito especial,
partilhar a sua alegria
é mesmo fundamental.
Que todos consigamos passar
esta fase tão crucial,
para a vida da humanidade,
para toda a vida, afinal.
Já fomos bem mais distantes
dos nossos amigos animais.
Hoje estamos mais atentos.
Amar, nunca é demais!
Manuel Filipe Santos
2012.03.11

sexta-feira, 9 de março de 2012

Casamento (16 anos)

O amor é paciente, o amor é prestável,
não é invejoso, não é arrogante nem orgulhoso,
nada faz de inconveniente,
não procura o seu próprio interesse,
não se irrita nem guarda resesentimento.
Não se alegra com a injustiça,
mas rejubila com a verdade.
Tudo desculpa, tudo espera, tudo suporta.

sábado, 3 de março de 2012

Oração pelos amigos (Pe Tolentino de Mendonça)

Obrigado, Senhor, pelos amigos que nos deste. 
Os amigos que nos fazem sentir amados sem porquê. 
Que têm o jeito especial de nos fazer sorrir. 
Que sabem tudo de nós, perguntando pouco. 
Que conhecem o segredo das pequenas coisas que nos deixam felizes. 
Obrigado, Senhor, por essas e esses,
sem os quais caminhar pela vida não seria o mesmo.
Que nos aguentam quando o mundo parece um sítio incerto.
Que nos incitam à coragem só com a sua presença.
Que nos surpreendem, de propósito, porque acham mal tanta rotina.
Que nos dão a ver um outro lado das coisas (...).
Obrigado pelos amigos incondicionais.
Que discordam de nós, permanecendo connosco.
Que esperam o tempo que for preciso.
Que perdoam antes das desculpas.
Essas e esses são os irmãos que escolhemos.
Os que colocas a nosso lado para nos devolverem a luz aérea da alegria.
Os que trazem até nós o imprevisível do teu coração, Senhor.
Pe. Tolentino de Mendonça

fonte: Zimbórios

Jesus no deserto

fonte: Zimbórios