sexta-feira, 1 de junho de 2012

Fazes novas todas as coisas

Espírito Santo, quem és Tu, que não Te ouço, nem Te vejo,nem mesmo Te consigo imaginar?

Sendo como és, desafias a minha inteligência
e avivas a minha curiosidade.

Sei que estás e que me habitas,
sei que me iluminas a razão e o entendimento,
que és Um com o Pai e o Filho,
mas escapas a todos os meus sentidos.

A verdade é que não posso negar que Te encontro
no mais fundo e no mais íntimo de mim,
quando no silêncio da oração,
no ruído do mundo ou na fadiga do trabalho,
geras um juízo de verdade sobre quanto me rodeia.

Quantas surpresas, quanta novidade descubro eu,
olhando as mesmas coisas,
ouvindo as mesmas palavras, mil vezes repetidas,
esbarrando nas mesmas pessoas com quem vivo e convivo.

Não posso negar as muitas vezes em que me dou conta
de como «fazes novas todas as coisas».

Por isso Te peço, Espírito Santo de Deus,
fica comigo, permanece,
silencioso e oculto sim, mas vivo e operante,
para que seja sempre novo
o meu desejo, o meu olhar, o meu coração…

Rui Corrêa d’Oliveira
fonte: Oração da Manhã (RR)
+++

Nenhum comentário:

Postar um comentário