sábado, 29 de setembro de 2012

Onda de Tristeza (U2)


+++
O calor arrasador levanta-se na própria colina do inferno
Você despertar esta manhã foi um ato de determinação
Você caminhou durante a noite para chegar aqui hoje
Para trazer seus filhos, para dar-lhes um caminho
Oh... oh este sol cruel
É a luz do dia que nunca acaba
Crueldade que apenas começa
Para fazer de todos uma sombra

E se a chuva viesse? E se a chuva viesse agora?

Almas que se inclinam sem uma leve brisa
Cobertores sobre árvores em chamas
Sinto-me doente, sem estar doente
Nobreza de joelhos

E se a chuva viesse? E se a chuva viesse agora?
Poderia ela nos lavar a todos
Numa onda de tristeza,
uma onda de tristeza

Onde estão agora as cidades santas?
Onde estão todos os antigos pergaminhos sagrados?
Onde está agora o imperador Menelik?
E o ouro da rainha de Sabá?

Você, minha noiva, usa a sua coroa
E no seu dedo uma pedra preciosa
Já que todas as coisas de valor foram vendidas

Oh filho, de garoto pastor a Rei
Que sabedoria você pode trazer?
Que letra você cantaria?
Onde está a música dos Serafins?

E se a chuva viesse? E se a chuva viesse agora?
Poderia ela nos lavar a todos
Numa onda de tristeza,
uma onda de tristeza

Abençoados são os mansos que se arranham na sujeira
Pois eles herdarão o que restar da Terra
Abençoados são os reis que deixaram seus tronos
Eles estão enterrados neste vale de ossos secos
Abençoados todos vocês que têm um coração vazio
Pois vocês não têm nada a perder
Abençoado seja o ego se isso for tudo o que conseguimos nesta hora
Abençoada é a voz que fala a verdade diante do poder
Abençoado é o corpo da profissional do sexo vendido hoje a noite
Ela trabalha com aquilo que ela tem para salvar a vida de seus filhos
Abençoado é o surdo que não pode ouvir o grito dela
Abençoados são os estúpidos que podem sonhar
Abençoadas são as favelas de papelão e latas de conserva
Abençoado seja o espírito que supera
Wave of Sorrow (U2)

Nenhum comentário:

Postar um comentário