sábado, 10 de novembro de 2012

Chegou o dia anunciado por Einstein

O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos. 
A cobiça envenenou a alma dos homens... 
Levantou no mundo as muralhas do ódio... 
E tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e morticínios.
Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria.
Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco.

Mais do que de máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido.

(O Último discurso, do filme O Grande Ditador)

(Charles Chaplin)


Uma taça de café com amigos
No restaurante com amigos
Apreciando a beleza do museu
Um encontro agradável no barzinho
Curtindo um dia de Praia
No estádio apoiando sua equipe
Divertindo-se em companhia da noiva
Apreciando um passeio em um conversível
Já chegou o dia anunciado por Einstein, vejam o que ele disse:
"Temo o dia em que a tecnologia se sobreponha a nossa humanidade, o mundo só terá então uma geração de idiotas."

Mais do que em qualquer outra época, a humanidade está numa encruzilhada. Um caminho leva ao desespero absoluto. O outro, à total extinção. Vamos rezar para que tenhamos a sabedoria de saber escolher. (Woody Allen)

Seja qual for o país, capitalista ou socialista, o homem foi em todo o lado arrasado pela tecnologia, alienado do seu próprio trabalho, feito prisioneiro, forçado a um estado de estupidez. (Simone de Beauvoir)

Abraços e muita paz!!!
fonte: Blog Doando Vida (recebi ontem um mail que felizmente está divulgando esta mensagem - obrigado Ana).

Nenhum comentário:

Postar um comentário