segunda-feira, 8 de abril de 2013

Dá-me a tua mão

«Jesus disse a Tomé: “Põe o teu dedo aqui e vê as minhas mãos!”» (Jo 20,27)
Nos momentos de dificuldade, quando o peso supera as nossas forças, recorremos frequentemente a um amigo ou amiga dizendo-lhe «dá-me uma mão». Jesus ressuscitado, que conhece o momento difícil que os seus amigos estão a viver, antecipa-se oferecendo-lhe as suas mãos e com elas os sinais do sofrimento… e diz-lhe «Põe aqui o teu dedo e vê as minhas mãos. E eles veem, então as mãos do seu Jesus, mas também as mãos do Deus vivo, sinal da paz e da certeza da ressurreição.
Nesta manhã, ainda sob as alegrias da fé Pascal, reconheço a diferença entre a nossa experiência de Jesus Ressuscitado e a dos primeiros discípulos e discípulas. Eles tiveram a alegria de vê-lo e de tocá-lo… Hoje, cada um de nós dispõe apenas da experiência de ver e tocar Jesus através do testemunho da sua Palavra e no mistério da Eucaristia. Porém, é ali que hoje, cada um de nós, como outrora os primeiros discípulos, é chamado à maturidade da Fé e prolongar no tempo a beleza e a profundidade da afirmação: «Meu Senhor e meu Deus.» (Jo 20,27)

Bom dia, Ir. Luísa Almendra

+++
fonte: Rádio Renascença (Oração da Manhã)
+++

Nenhum comentário:

Postar um comentário