sábado, 13 de dezembro de 2014

Gratidão

Obrigado Marco!
Julgava que já tinha divulgado este vídeo no meu blog 
mas, afinal, ainda não o tinha feito. 
Um grande abraço e obrigado pela partilha.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Projectos inacabados

Projectos inacabados,
projectos interrompidos?
Projectos retomados
ou projectos mal vividos?

Poderia ter sido diferente,
poderia ter sido mais certo.
Não sei bem onde falhei
mas sinto que não fui bem correcto.

Poderia ter feito melhor,
poderia ter sido pior
mas sei que o que fiz não bastou
e o projecto não se completou.

Foi bom enquanto durou
e também pelo que restou
mas fica na memória a mágoa
de tudo o que não vingou.

Será karma, destino ou maldição,
tolice, preguiça ou confusão?
O resultado é duro, seco e amargo,
mãos vazias e coração mais fraco...

Resta cá dentro a esperança,
de novos dias e nova aliança.
Há sempre algo de novo a aprender,
sempre novas formas de viver.

Porque afinal tudo se resume a Dar
e a retornar à Fonte da Vida
que a cada minuto nos convida
a nunca desistir de Amar!

Manuel Filipe Santos
Oeiras, 2014.12.12

domingo, 30 de novembro de 2014

Eu quero voltar para casa

Eu quero voltar pra casa, meu pai.
Quero voltar.
Depois de tanto girar,
Esqueci ou desconheço
O meu primeiro endereço
a luz do primeiro lar.

Entrei nesta multidão
Que atravanca este planeta
Sem cartão, sem tabuleta
Sem identificação,
Agora quero voltar.
Os caminhos são escuros
só enganos
E eu com oitenta anos
Não aprendi a falar.

É costume ter-se piedade
Duma criança perdida
Tonta e estranha na cidade
Tem gente com dó de mim
é próprio do ser humano
Querem me levar pra casa
Querem sim.
Pros meu pais, ou para os meus manos
Mas eu com oitenta anos
Não sei dizer de onde vim

Estou sozinho
Como quando aqui cheguei.
A gente nasce chorando
Acho até que nem mudei.
Chega-se feio enrugado
Sem cabelo na cabeça
pequenino desdentado
pois hoje esses mesmos dados
me servem, como serviram.
Os meus cabelos caíram
Os meus dentes se acabaram
E as rugas ?
Se elas sumiram
o certo é que elas voltaram.
E quanto a chegar chorando,
Eu posso dizer também
Que choro de quando em quando,
E choro com o ninguém.

Ah..mamãe, grita..Zezinho???
Grita..Guaglioni meu pai,
A mãe chama o filho vai
O pai chamou ? É o caminho.

Mas, eu apuro os ouvidos
E um triste silêncio cai.
To perdido...perdido..
Não tenho nem mãe nem pai.
Vivo ? Acho que estou vivo.
Mas sem um objetivo
De quem vem ou de quem vai.
Nada me dá um motivo

Nada me prende ou me atrai.
Nada me empurra ou me abrasa
Pra poder continuar
Eu quero voltar pra casa..
Tenho pouco amor..a fé muito rasa..
Papai e mamãe sem me chamar
Eu quero voltar pra casa
Mas esqueci o lugar.
Titulo: Eu quero voltar pra casa
Autor: Giusepe Chiaroni

fonte: Sr Brasil
Cristo Rei - 2014.11.23


quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Rezar pela família

Senhor,
Hoje quero rezar pelas famílias
Pelos pais, para que façam dos seus lares
Lugar de paz, fidelidade, respeito, ternura, amor
Para que continuem a acreditar na vida
A ver os filhos como um dom de esperança
A estar ao seu lado indicando-lhes caminhos de futuro
A rezar com eles
A trabalhar com eles
A cantar com eles
A saborear a vida com eles!
 
Pelos filhos
Para que respeitem os seus pais
Como Tu nos ensinas, Senhor
E encontrem sempre braços que os acolhem
Mãos que os seguram
Pés que acompanham os seus passos de procura e descoberta
 
Pelas nossas famílias Te peço, Senhor
Que a exemplo da tua Família de Nazaré
Sejam lares de ternura e paz
Onde Deus esteja presente
Como Fonte de esperança e vida.
 
Pelas nossas famílias
Eu Te peço hoje, Senhor! 

D. Manuel Santos
fonte: Rádio Renascença

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Nick Magnotti com câncer, faz despedida emocionante à filha bebé!!!


Nick Magnotti ficou a saber que tinha cancro da apêndice aos 24 anos, e faleceu em Janeiro passado, mas antes de chegar a sua hora este homem gravou uma forte mensagem para a sua filha bebé. A sua pequena mais que tudo perdeu o seu pai com 7 meses de vida apenas, mas no vídeo Nick, dá-nos a todos uma lição de vida, mostrando a sua mensagem de força, amor e de grande coragem!

domingo, 5 de outubro de 2014

Amor romântico e amor genuíno




Afirma ter vivido os últimos 70 anos sem comer nem beber

«Prahlad Jani, mas conhecido como Mataji, é um iogue e eremita indiano que afirma ter vivido os últimos 74 anos de seus atuais 82 anos de vida sem comer e sem beber. Jani afirma que parou de se alimentar e beber aos 13 anos de idade.
O iogue aceitou ser submetido a uma investigação em um instituto de pesquisas médicas, onde ficou isolado em um pequeno quarto, com câmeras que o filmavam dia e noite. O quarto era observado permanentemente por grupos de médicos, que a cada três horas recolhiam amostras do sangue do iogue. A pesquisa durou cerca de 10 dias, onde Jani em momento algum bebeu água nem comeu nada, nem evacuou ou urinou.
O iogue passava o tempo andando pela sala, orando e meditando. De tempos em tempos, tomava banho em uma bacia. Sem que o iogue tivesse sido avisado, a quantidade de água do banho era medida antes e depois da higiene, a fim de que os médicos se certificassem que ele não estava consumindo a água.
Durante o experimento Jani falava animadamente e demonstrava vigor físico, tanto na aparência, quanto nos exames sanguíneos, que mostravam índices normais.
O resultado do experimento foi inconclusivo, uma vez que nenhum dos médicos pesquisadores conseguiu construir alguma hipótese que justificasse, dentro do conhecimento actual da ciência médica, como o iogue estava se nutrindo.
Jani afirmou que se alimentava de luz, quando olhava directamente para o sol durante vários minutos por dia, muito embora os médicos assegurem que esse perigoso hábito danifica a retina e pode causar cegueira. Jani afirmou ainda que um orifício surgiu misteriosamente no céu da boca e quando ele olha para o sol, um tipo de gosma adocicada escorre do orifício para dentro de sua boca, alimentando-o. Uma médica presente introduziu um dos dedos na boca do iogue e comprovou a existência de uma fenda no palato e da substância pegajosa que escorre dela.
Jani deixou o hospital como um herói para seu pequeno grupo de seguidores, que o acompanharam até a caverna onde vive em meditação, na periferia de uma cidade próxima.»
fonte: wikipedia
see also: here

sábado, 13 de setembro de 2014

(Re)Encontro

27 anos passados e um (re)encontro acontece. 
A luz de novo aquece o coração que a dor apenas enfraquece. 
De novo o brilho nos olhos, de novo o calor na alma. 
Um projecto de novo alimenta a força de viver com "calma".

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Mea Culpa



Mea Culpa

Não duvido que o mundo no seu eixo 
Gire suspenso e volva em harmonia; 
Que o homem suba e vá da noite ao dia, 
E o homem vá subindo insecto o seixo. 

Não chamo a Deus tirano, nem me queixo,
Nem chamo ao céu da vida noite fria; 
Não chamo à existencia hora sombria; 
Acaso, à ordem; nem à lei desleixo. 

A Natureza é minha mãe ainda... 
É minha mãe... Ah, se eu à face linda 
Não sei sorrir: se estou desesperado; 

Se nada há que me aqueça esta frieza; 
Se estou cheio de fel e de tristeza... 
É de crer que só eu seja o culpado! 

Antero de Quental, in "Sonetos"

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Uma frase do Dalai Lama para nós recitarmos todas as manhãs

“Toda manhã, pense quando você acorda:
Eu estou vivo, 
Eu tenho uma preciosa vida humana, 
Eu não vou desperdiçá-la. 
Eu vou usar todas as minhas energias para me desenvolver, 
Para expandir o meu coração para os outros, 
Para alcançar a iluminação para o benefício de todos os seres.
Eu não vou ficar com raiva, Ou pensar mal de outros.
Vou beneficiar os outros, tanto quanto eu posso.”
Dalai Lama.
fonte: buda virtual

domingo, 17 de agosto de 2014

Começar de novo

+++
Começar de novo e contar comigo
Vai valer a pena ter amanhecido
Ter me rebelado, ter me debatido
Ter me machucado, ter sobrevivido
Ter virado a mesa, ter me conhecido
Ter virado o barco, ter me socorrido
Começar de novo e contar comigo
Vai valer a pena ter amanhecido
Sem as tuas garras sempre tão seguras
Sem o teu fantasma, sem tua moldura
Sem tuas escoras, sem o teu domínio
Sem tuas esporas, sem o teu fascínio
Começar de novo e contar comigo
Vai valer a pena já ter te esquecido
Começar de novo
fonte: terra

Não desista de seus sonhos

O caso de Ian Hagedorn

O caso de Ian Hagedorn

Recentemente, a rede de televisão Discovery Channel exibiu um documentário sobre um fenómeno que ocorre aleatoriamente em diversos pontos do planeta, em que pessoas comuns revelam ter flashes de sua última encarnação, a ponto de, por exemplo, lembrarem o próprio nome, lugares visitados e episódios vividos no passado.
A produção dessa TV teve acesso a um trabalho minucioso de pesquisa realizado pelo cientista americano Jim Tucker, que a propósito, era completamente cético quanto à espiritualidade. No entanto, se interessou pelo género a partir de um caso específico: O caso ocorreu em Pensacola, na Flórida, onde vive a família HAGEDORN (Maria Hagedorn), e onde Ian, de 5 anos estava muito doente e afirmava: “Quando eu era grande eu era um policial. Uma noite entrei em uma loja, lá havia bandidos, eles me mataram.”  (Para ler sobre reencarnação aceda a este link).
A criança dizia ser a reencarnação do próprio avô, falecido pouco tempo antes do seu nascimento. Desde cedo o garoto começou a revelar detalhes do seu passado, surpreendendo principalmente sua mãe, que nesse caso, fora sua filha. Ele descreveu minúcias relativas ao avô que ninguém lhe havia contado, inclusive, da própria desencarnação.
Mas o mais intrigante de tudo era que o menino trazia consigo uma sequela da causa da morte da vida passada. Ele, na pele de seu avô, era um policial e fora baleado no peito durante um assalto. Na encarnação atual, o garoto nasceu com um grave problema de respiração em consequência de um subdesenvolvimento da válvula pulmonar, justamente a mesma artéria que foi rompida pela bala e que causou o óbito daquele policial, avô de Ian.
IAN HAGEDORN sofre de uma rara doença do coração, tendo sofrido 6 cirurgias antes de fazer 4 anos. Sua Mãe, Maria Hagedorn, diz que ao nascer IAN aparentava ser um bebé saudável, de 3,8 Kg, mas teve de ser operado às pressas, 6 horas após nascer, se não morreria, pois se esforça demais para respirar chegando até a desmaiar.
Já o Dr. DON NETHERLAND, cardiologista que o atendeu, diz que IAN teve um “subdesenvolvimento da VÁLVULA PULMONAR”, uma das artérias, o que fez com que o lado direito do coração não se desenvolvesse e ocasionasse falta de oxigénio no sangue.
Lendo a autópsia do avô de IAN, pai de Maria Hagedorn, verifica-se que ele morreu devido a uma “ARTÉRIA PULMONAR ROMPIDA POR UM TIRO”, A MESMA ARTÉRIA QUE FAZ IAN SOFRER.
Leia mais aqui: Sebo e Acervo (2009.04 Ian Hagedorn)
fonte: Sebo e Acervo

O homem que fala com Nossa Senhora




quinta-feira, 7 de agosto de 2014

You raise me up


+++
Ao som do play back, neve caindo um homem pede esmola, e impressiona ouvintes na rua com sua voz, cantando a musica "YOU RAISE ME UP" recentemente regravada por Josh Groban - Tu me levantas. Ele foi vencedor do concurso Holland Got Talent 2010 (Martin Hurkens - Talentos na Europa).
Quando estou triste
e minh'alma está cansada
Quando o problema faz o coração pesar
Então eu paro no meio do silêncio
Até que venhas ao meu lado sentar
Deus me levanta para alcançar montanhas
Deus me levanta para andar sobre o mar
Eu sou forte quando estou sobre Teus ombros
Deus me levanta mais do que eu possa alcançar.
Papai
You Raise Me Up (tradução)
Quando eu estou abatido, oh minha alma tão cansada
Quando preocupações surgem e meu coração fica carregado
Então, eu me acalmo e espero aqui em silêncio
Até você vir e sentar-se por algum tempo comigo.
Você me levanta, de modo que eu posso ficar em pé sobre as montanhas
Você me levanta para andar em mares tempestuosos
Eu sou forte quando estou em seus ombros
Você me levanta, mais do que eu posso ser
Não há vida ? não há vida sem este desejo
Cada batida do coração impaciente, tão imperfeita
Mas quando você chega, eu me surpreendo
Às vezes, eu acho ter vislumbrado a eternidade.
Você me levanta, de modo que eu posso ficar em pé sobre as montanhas
Você me levanta para andar em mares tempestuosos
Eu sou forte quando estou em seus ombros
Você me levanta, mais do que eu posso ser.
fonte: facebook

Que esta seja a nossa oração


segunda-feira, 28 de julho de 2014

Lila - A beleza está nos olhos de quem vê


+++
"A beleza está nos olhos de quem vê, no encanto de um olhar, num sorriso cativante ou num gesto de sinceridade."
Marcos Paulo Souza
fonte: PENSADOR
ver também: CONTI outra
+++

sábado, 26 de julho de 2014

Parabéns Clara


+++ 
Clara,
No dia em que farias 49 anos dedico-te este pequeno video em memória da tua passagem entre nós. 

Beijinhos,
Filipe.

domingo, 20 de julho de 2014

O AMOR

CARTA DE EINSTEIN À SUA FILHA LIESERL

Quando propus a teoria da relatividade, muito poucos me entenderam e o que vou agora revelar a você, para que transmita à humanidade, também chocará o mundo, com sua incompreensão e preconceitos.

Peço ainda que aguarde todo o tempo necessário -- anos, décadas, até que a sociedade tenha avançado o suficiente para aceitar o que explicarei em seguida para você.

Há uma força extremamente poderosa para a qual a ciência até agora não encontrou uma explicação formal. É uma força que inclui e governa todas as outras, existindo por trás de qualquer fenômeno que opere no universo e que ainda não foi identificada por nós.

Esta força universal é o AMOR.

Quando os cientistas estavam procurando uma teoria unificada do Universo esqueceram a mais invisível e poderosa de todas as forças.

O Amor é Luz, dado que ilumina aquele que dá e o que recebe.
O Amor é gravidade, porque faz com que as pessoas se sintam atraídas umas pelas outras.

O Amor é potência, pois multiplica (potencia) o melhor que temos, permitindo assim que a humanidade não se extinga em seu egoísmo cego.

O Amor revela e desvela.
Por amor, vivemos e morremos.

O Amor é Deus e Deus é Amor.

Esta força tudo explica e dá SENTIDO à vida. Esta é a variável que temos ignorado por muito tempo, talvez porque o amor provoca medo, sendo o único poder no universo que o homem ainda não aprendeu a dirigir a seu favor.

Para dar visibilidade ao amor, eu fiz uma substituição simples na minha equação mais famosa. Se em vez de E = mc², aceitarmos que a energia para curar o mundo pode ser obtido através do amor multiplicado pela velocidade da luz ao quadrado (energia de cura = amor x velocidade da luz ²), chegaremos à conclusão de que o amor é a força mais poderosa que existe, porque não tem limites.

Após o fracasso da humanidade no uso e controle das outras forças do universo, que se voltaram contra nós, é urgente que nos alimentemos de outro tipo de energia. Se queremos que a nossa espécie sobreviva, se quisermos encontrar sentido na vida, se queremos salvar o mundo e todos os seres sensíveis que nele habitam, o amor é a única e a resposta última.

Talvez ainda não estejamos preparados para fabricar uma bomba de amor, uma criação suficientemente poderosa para destruir todo o ódio, egoísmo e ganância que assolam o planeta. No entanto, cada indivíduo carrega dentro de si um pequeno, mas poderoso gerador de amor, cuja energia aguarda para ser libertada.

Quando aprendemos a dar e receber esta energia universal, Lieserl querida, provaremos que o amor tudo vence, tudo transcende e tudo pode, porque o amor é a quintessência da vida.

Lamento profundamente não ter sido capaz de expressar mais cedo o que vai dentro do meu coração, que toda a minha vida tem batido silenciosamente por você. Talvez seja tarde demais para pedir desculpa, mas como o tempo é relativo, preciso dizer que te amo e que a graças a você, obtive a última resposta.

Seu pai,
Albert Einstein
 fonte: De Coração a Coração
Nota: Obrigado Francisco pelo mail enviado.