terça-feira, 31 de outubro de 2017

Conheça o poder do ato de abandono

Eu peço a Deus tudo aquilo de que preciso. Muito. Às vezes, parece que isso é constante e eu vivo dizendo, de manhã até a noite: “Senhor, por favor me dê isso” ou “eu preciso disso”. Frequentemente, as minhas necessidades também se espalham para as conversas com amigos. Sempre peço que orem em meu nome por diversas intenções.
Embora eu tente não deixar minhas necessidades serem o foco exclusivo da minha oração, isso é quase inevitável. Tanto que, às vezes, eu me pergunto se eu não estaria sendo muito carente.
E chego à seguinte conclusão: todos somos carentes; isso é parte da condição humana. Porém, embora nossa necessidade nos torne um pouco vulneráveis ​​e fracos, Deus vê isso de forma diferente. Ele conhece nossas necessidades. E elas o glorificam, dando-lhe a oportunidade de nos dominar com sua bondade e piedade.
Dolindo Ruotolo, um frade capuchinho que viveu de 1882 a 1970, compreendeu profundamente a relação entre nossa necessidade e a bondade de Deus.
Ordenado aos 23 anos, Dolindo passou a vida em oração, sacrifício e serviço. Ele ouviu confissão, deu orientação espiritual e cuidou dos necessitados. Por um tempo, serviu como diretor espiritual de Padre Pio. Inclusive, quando alguns peregrinos de Nápoles, onde residia Dolindo, iam para Pietrelcina, Padre Pio costuma dizer: “Por que vocês veem aqui, se vocês têm Dom Dolindo em Nápoles? Vão até ele, ele é um santo! ”
O frade tornou-se conhecido por sua espiritualidade de rendição. Bem consciente da fraqueza e da necessidade humanas, Dolindo viu isso como uma forma de promover uma união contínua com Deus.
Ao nos convidar a levar continuamente nossas preocupações e preocupações ao Senhor, ele nos ensina que o foco de nossas orações não deve permanecer em nossas necessidades. Ele nos encoraja a levar nossas necessidades a Deus, deixando-o livre para cuidar de nós em sua sabedoria. Dolindo nos diz que o Senhor prometeu assumir plenamente todas as necessidades que confiamos a ele. Nas palavras de Jesus a Dolindo:
“Por que você se confunde com a sua preocupação? Deixe o cuidado de seus assuntos para mim e tudo ficará em paz. Digo-lhe, na verdade, que todos os atos de entrega verdadeira, cega e completa produzem o efeito que você deseja e resolvem todas as situações difíceis. (…)
Mil orações não são iguais a um ato de abandono; nunca esqueça isso. Não há melhor novena do que esta: ó Jesus, eu me abandono ao senhor. Jesus, assuma o controle.”
Muitas pessoas já testemunharam curas e graças obtidas depois de seguir os conselhos de Dolindo sobre a constante realização do ato de abandono à Divina Providência. A oração de rendição também pode ser feita em sua totalidade ou em nove segmentos mais curtos, como uma novena diária.
Eu tenho feito a novena sugerida pelo frade Duolindo há quase um ano e acho que ela não é apenas uma lembrança da importância de trazer minhas necessidades e preocupações ao Senhor, mas também uma fonte de grande consolo e encorajamento.
Dolindo Ruotolo é atualmente Servo de Deus; sua causa de beatificação está aberta.

Ato de abandono à Divina Providência

“Meu Deus, eu desconheço o que me poderá acontecer neste dia. Sei, porém que tudo o que me acontecer Vós o haveis disposto, previsto para o meu maior bem. Basta-me sabê-lo, ó meu Deus, para sossego e tranquilidade do meu coração.
Sei que tudo estará em conformidade com a vossa vontade e o Amor infinito que me consagrais como Pai, o mais amável e amigo, o mais fiel. Sou qual frágil criança, que nada posso nem na ordem da natureza, nem na graça e nem sequer posso ter um bom pensamento em Vós.
Entrego-me totalmente ao vosso paternal amor, sabendo que, assim como a mãe conduz só para o bem o filho que leva nos braços, assim Vós e melhor do que ela, só podereis dar-me o que for melhor para minha felicidade, santificação e salvação. Abandono-me inteiramente aos vossos santos, impenetráveis e eternos desígnios, e a eles me submeto de todo o coração.
Quero tudo, aceito tudo, tudo Vos ofereço, unindo-me ao sacrifício do Vosso querido Filho Unigênito e meu Salvador. Em nome de Jesus Cristo, pelo seu Santíssimo Coração e pelos seus merecimentos infinitos, peço-Vos a paciência nos sofrimentos e a perfeita conformidade com Vossa vontade por tudo o que Vós quiserdes e permitirdes.
Amém”.
fonte: Aleteia

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Revolução silenciosa


Compartilhado. 

" Na superfície da terra exatamente agora há guerra e violência e tudo parece negro. Mas, simultaneamente, algo silencioso, calmo e oculto está a acontecer e algumas pessoas estão a ser chamadas por uma luz mais elevada. Uma revolução silenciosa está a instalar-se de dentro para fora. De baixo para cima. É uma operação global. Uma conspiração espiritual. Há células dessa operação em cada nação do planeta. Vocês não vão ver-nos na televisão. Nem ler sobre nós nos jornais. Nem ouvir as nossas palavras na rádio. Não buscamos a glória. Não usamos uniformes. Nós chegamos de diversas formas e tamanhos diferentes. Temos costumes e cores diferentes. A maioria trabalha anonimamente. Silenciosamente trabalhamos fora de cena. Em cada cultura do mundo. Nas grandes e pequenas cidades, nas montanhas e vales. Nas quintas, cidades, vilas, aldeias e ilhas remotas. Talvez te cruzes conosco na rua. E nem percebas... Seguimos disfarçados. Ficamos atrás da cena. E não nos importamos com quem ganha os louros do resultado, e sim, que se realize o trabalho. De vez em quando encontramo-nos pelas ruas. Trocamos olhares de reconhecimento e seguimos o nosso caminho. Durante o dia muitos disfarçam-se nos seus empregos normais. Mas à noite, por trás das nossas aparências, o verdadeiro trabalho inicia-se. Alguns chamam-nos Exército da Consciência. Lentamente estamos a construir um novo mundo. Com o poder dos nossos corações e mentes. Seguimos com alegria e paixão. As nossas ordens chegam-nos da Inteligência Espiritual e Central. Estamos a jogar bombas suaves de amor sem que ninguém note; poemas, abraços, musicas, fotos, filmes, palavras carinhosas, meditações e preces, danças, ativismo social, sites, blogs, grupos, atos de bondade... Expressamo-nos de uma forma única e pessoal. Com os nossos talentos e dons. Somos a mudança que queremos ver no mundo. Essa é a força que move os nossos corações. Sabemos que essa é a única forma de conseguir realizar a transformação. Sabemos que no silêncio e humildade temos o poder de todos os oceanos juntos. O nosso trabalho é lento e meticuloso. Como na formação das montanhas. O amor será a religião do século XXI. Sem pré-requisitos de grau de educação. Sem requisitar um conhecimento excepcional para a sua compreensão. Porque nasce da inteligência do coração. Escondida pela eternidade no pulso evolucionário de todo ser humano. Sê a mudança que queres ver acontecer no mundo. Ninguém pode fazer esse trabalho por ti. Nós estamos a recrutar. Talvez tu te juntes a nós. Ou talvez já te tenhas unido. Todos são bem-vindos. A porta está aberta.”
Texto anónimo, autor desconhecido
Semente Nativa
Compartilha este texto para que sejam preenchidas mais vagas . Planta esta semente do bem. O mundo está carente de pessoas que fazem o trabalho de amor.
fonte: SementeNativa

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

CIÊNCIA EXPLICA PORQUE RECLAMAR ALTERA NEGATIVAMENTE SEU CÉREBRO


Ouvir alguém reclamar, mesmo que seja você mesmo, nunca fez bem. Algumas pessoas dizem que reclamar pode agir como uma catarse, uma maneira de descarregar emoções e experiências negativas. Mas olhar com mais atenção ao que o ato de reclamar realmente faz para o cérebro nos dá motivos reais para lutar por um estado de espírito mais positivo e eliminar o mimimi de nossas vidas.

O cérebro é um órgão complexo que, de alguma forma, funciona em conjunto com a consciência para criar a personalidade de um ser humano, sempre aprendendo, sempre recriando e se regenerando. É ao mesmo tempo o produto da realidade e o criador da realidade, e a ciência está finalmente começando a entender como o cérebro cria a realidade.

Autor, cientista da computação e filósofo, Steven Parton, examinou como as emoções negativas na forma de reclamações, tanto expressas por você mesmo ou vindas de outros, afetam o cérebro e o corpo, nos ajudando a entender por que algumas pessoas parecem não conseguir sair de um estado negativo.

Sua teoria sugere que a negatividade e a reclamação realmente alteram fisicamente a estrutura e função da mente e do corpo.

“Sinapses que disparam juntas, se mantém juntas”, diz Donald Hebb, que é uma maneira concisa de compreender a essência da neuroplasticidade, a ciência de como o cérebro constrói suas conexões com base em tudo a que é repetidamente exposto.

Negatividade e reclamações irão reproduzir mais do mesmo, como essa teoria destaca.

Parton explica ainda: ( By Curtis Neveu – Own work, CC BY-SA 3.0 )

“O princípio é simples: em todo o seu cérebro há uma coleção de sinapses (responsáveis por transmitir as informações de uma célula para outra) separadas por espaços vazios chamados de fenda sináptica. Sempre que você tem um pensamento, uma sinapse dispara uma reação química através da fenda para outra sinapse, construindo assim uma ponte por onde um sinal elétrico pode atravessar, carregando a informação relevante do seu pensamento durante a descarga.

… toda vez que essa descarga elétrica é acionada, as sinapses se aproximam mais, a fim de diminuir a distância que a descarga elétrica precisa percorrer… o cérebro irá refazer seus próprios circuitos, alterando-se fisicamente para facilitar que as sinapses adequadas compartilhem a reação química e, tornando mais fácil para o pensamento se propagar.“

Além disso, a compreensão desse processo inclui a ideia de que as ligações elétricas mais utilizadas pelo cérebro se tornarão mais curtas, portanto, escolhidas mais frequentemente pelo cérebro. Isso explica como a personalidade é alterada.

No entanto, como seres conscientes, temos o poder de modificar esse processo, simplesmente ao nos tornarmos conscientes de como o jogo universal da dualidade atua no momento em que surgem os pensamentos. Nós temos o poder de escolher criar pensamentos conscientes de amor e harmonia, garantindo, assim, que o cérebro e a personalidade sejam positivamente alterados.

A empatia e o efeito em grupo
Vamos além do efeito que a reclamação tem sobre o próprio indivíduo. Essa linha de raciocínio científico se estende até a dinâmica entre duas pessoas, explicando cientificamente como a reclamação joga outras pessoas para baixo.

Assim, quando alguém derrama um caminhão de fofocas, de negatividade e drama em cima de você, você pode ter certeza que está sendo afetado bioquimicamente, diminuindo as suas chances ser feliz. A exposição a esse tipo de explosão emocional realmente provoca stress. E já sabemos que o estresse mata. Portanto, reclamação e negatividade podem contribuir seriamente para a sua morte precoce.

Parton refere-se a essa perspectiva como “a ciência da felicidade”, e este comportamento de reclamação contínua oferece um estudo propício para a ligação entre o poder do pensamento e a capacidade de controle que uma pessoa pode ter sobre a criação de sua realidade tridimensional.
“… Se você está sempre reclamando e menospreza o seu próprio poder sobre a realidade, você não pensa que tem o poder de mudar. E assim, você nunca vai mudar. “

fonte: O Segredo

Justiça cega? - "Por favor, não compre a minha casa"


É que, devido a um imbróglio jurídico, a habitação vai ser posta em leilão depois de amanhã. "Por favor, não me comprem a casa" é o apelo que Ana Paula Guedes fez no Facebook, e que tem sido partilhado por centenas de vimaranenses. O problema começou em 1997, quando a casa foi paga. Um ano depois, Ana Paula mudou-se para lá, mas a imobiliária EPP, de Felgueiras, nunca se mostrou disponível para fazer a escritura, acusa: "A imobiliária enganou-nos. O meu pai pagou a casa porque sabia que ia falecer e quis oferecer-ma. Só que a escritura nunca foi feita".
Na mão de Ana Paula ficou uma declaração da imobiliária a comprovar que o dinheiro foi transferido, e o contrato-promessa de compra e venda. Os documentos foram suficientes para conseguir impedir que a casa fosse executada pelas dívidas da imobiliária, mas o direito de propriedade nunca foi transmitido. Ou seja, apesar de ter recebido o dinheiro, a imobiliária nunca entregou o imóvel.
Entretanto, a imobiliária faliu e entrou em processo de insolvência. E no leque de bens figurou o T2 da Rua D. Cristóvão Sousa Ventura, precisamente a casa de Ana Paula. A habitação foi entregue pelo administrador de insolvência ao banco Montepio, ao qual a imobiliária devia dinheiro. É agora uma empresa de crédito malparado ligada ao Montepio que contratou uma leiloeira online para ajudar na venda da habitação.
"Ainda vou ter de abrir a porta a quem quiser ver a casa para a comprar, quando a casa já foi paga", desabafa a vimaranense, que vive o drama da propriedade da casa há quase 20 anos. As soluções jurídicas podem ainda não estar esgotadas, mas o leilão é mais um episódio numa novela de tormento.
Ana Paula soube da licitação em maio passado, quando encontrou a própria casa à venda num leilão eletrónico. Desde então que voltou a recorrer a advogados para impedir a venda. Depois de amanhã, começa o prazo de licitação, que se prolonga-se até 10 de novembro. A esperança de Ana Paula é que ninguém tente comprá-la. "Quem fizer oferta vai ter uma data de problemas jurídicos, porque não vou desistir de ter a casa que o meu pai me deixou, pagou e que tem um valor sentimental muito grande", refere. O JN tentou, sem sucesso, contactar a EPP.
fonte: JN

Partilhar!!! Este é o nosso país? Esta é a única forma de ajudar esta senhora a ficar com aquilo que lhe é devido??? Não há ninguém com poder neste País que possa ajudar esta senhora??? É dramático mas acredito que esta história seja verdadeira pois a gestão dos processos de insolvência, infelizmente, e falo por experiência própria, é muito dada a este tipo de situações. Encontramos muitas vezes uma gestão um pouco cega que satisfaz apenas os interesses dos mais poderosos (credores com maior peso e influência) e alheia a uma Justiça Verdadeira que tenha em consideração situações particulares como esta. Apesar de estar em Lisboa faço questão de partilhar com a esperança de que algum grande coração e poderoso, eventualmente algum Bom Advogado, possa intervir.

sábado, 14 de outubro de 2017

Tabela de Vibrações - David Hawkins

+++

Já sabemos que o colapso da função de onda transforma a energia em matéria.

Mas como fazer isso?

Estudando a tabela de consciência do Dr David Hawkings, que é a medição e a determinação matemática de níveis de consciência dos seres humanos, um dos trabalhos pioneiros e mais interessantes do médico psiquiatra americano David R. Hawkins (1927-2012), trazidos ao público em grande parte no livro “Poder contra Força: Uma Anatomia da Consciência – Os Determinantes ocultos do comportamento humano” (Power vs Force: The Hidden Determinantes of Human Behaviour), de 1995. Hawkins realizou várias pesquisas usando a Cinesiologia e relacionou os níveis de consciência em estratificações que contém algumas semelhanças com, por exemplo, as estruturas dos chakras do Yoga e dos latiaf do Sufismo (ou de outras escolas espirituais e abordagens psico-espirituais).

Conseguimos analisar em qual área estamos vibrando menos e então mudar essa vibração.

A mente não distingui o que é real do que não é real, uma lembrança e um acontecimento no presente para a mente é a mesma coisa.

Toda vez que imaginamos uma situação estamos colapsando a realidade, justamente porque o cérebro não consegue distinguir o real  do imaginário.

Quando desejamos algo, estamos colapsando, porém, nem sempre os desejos são materializados, pois colocamos, ansiedade, medo, vibrações muito baixas que impedem que o desejo se realize, também chamado de Efeito Zenão.”Todo apego cria um efeito Zenão, que paralisa o processo de manifestação do que se deseja. Quanto mais apego menos resultados temos. Por conseguinte, toda ansiedade paralisa tudo. Quanto mais força se coloca menos resultados.  Essa força é interna. É preciso entender isso claramente. Toda pressão que a pessoa coloca para conseguir o objetivo, mesmo que seja internamente, desejando com extrema vontade que aquilo aconteça impede que aconteça. Isso acontece muito com vendedores e corretores de imóveis. Eles sutilmente pressionam o cliente. Pensam: “eu tenho de vender, eu tenho de ganhar está comissão, eu tenho de pagar aluguel, etc.”. Com isso estragam toda a venda. Existem corretores que estão no mercado a anos e não vendem um imóvel por causa disto. Eles dirão que não estão pondo pressão nos clientes, mas estão pondo internamente. Eles sentem pressão. São extremamente competitivos e querem ganhar de qualquer jeito. De vender de qualquer jeito. São o que se chama personalidade tipo A, em cardiologia. Candidatos ao infarto.” Hélio Couto.

Quando você solta, quer dizer que você tem certeza que o que você quer está chegando para você, então você vibra em uma frequência de energia alta,  que faz com que tudo  o que você quer se materialize.

Você tem que sentir, desejar e soltar para que seu pensamento se concretize na matéria.

Quando você deseja um carro por exemplo, ele ainda é uma energia, e ele vai recebendo energia,  eventos vão acontecendo em sua vida, até que esse pensamento/energia se torne matéria.

Se colocamos pressão e ansiedade, duvidamos que o vai acontecer, acaba que descolapsamos a função de onde e temos que colocar prótons, neutros e elétron novamente.

Tudo é energia, então a partir do momento que conseguimos mudar a energia, podemos alterar qualquer realidade.

O que torna tudo possível é quando temos um pensamento que se une ao sentimento, criando a realidade.

Vejamos como vibra cada sentimento e como ele influencia na forma em como estamos criando a nossa realidade:

VERGONHA : vibrando apenas 20 Hz, é a vibração mais baixa que um ser humano emite. A vergonha impede tomada de decisões, convivência social, não tendo experiencias na vida, o que dificulta essa pessoa de aprender, evoluir e saber como agir, porque não sabe o que dá certo e o que não dá.
De forma mais amena se manifesta como timidez, num nível extremo de vergonha a pessoa quer desaparecer, até suicidar-se, sentindo ódio de si mesmo.

CULPA 30 Hz : Vibração um pouco maior que a vergonha, pois, para sentir culpa a pessoa tem que agir . Pessoas assim criam muito pouco, fazem papel de vitima, culpando tudo e a todos por não conseguir ter sucesso em suas pretensões.Nunca inova, vive do passado. A religião para esse tipo de pessoa, alimenta nela sentimentos de que são pecadores.

APATIA 50 Hz: Perca da esperança e vitimização. Característica dos sem tetos. As pessoas nesse estado não conseguem agir perante o que a vida apresenta.

DOR/SOFRIMENTO 75 Hz:  Tristeza extrema, principalmente diante de perdas. Vibra mais que a apatia, pois  o sofrimento transforma as pessoas e lhe tiram do estado de apatia.

MEDO 100 Hz : As pessoas com medo se sentem inseguras diante as questões da vida, tudo se torna perigoso. Podem ter paranoias,  ficam preocupadas e estressadas. Para sair dessa situação muitas vezes as pessoas necessitam de ajuda para superar e lidar com esses medos.Medos são crenças limitantes, que geram falta de qualidade de vida.

DESEJO 125 Hz: Nesse nível a pessoa é materialista ao ponto de nunca estar feliz com o que tem. Alimenta vícios e luxúria. É consumista, enquanto não compra o que quer fica impaciente e ansiosa. Nós que escolhemos qual efeito as coisas físicas terão sobre nós, podem ser boas ou ruins. Temos que ter equilíbrio.

RAIVA 150 Hz: É um sentimento de frustração, que pode ficar escondida em nosso interior ou ser exposta num momento de fúria, que também causa culpa, vergonha e mal estar, pois, sempre a pessoa que perdeu o controle se sente mal depois de não ter conseguido controlar os sentimentos.

Quando a raiva fica guardada dentro de si, ela se acumula e chega num ponto onde um “mosquito vira um boi”, e a pessoa estoura.

O ideal não é guardar a raiva e sim tentar canaliza-la em outras coisas como sair ao ar livre para fazer exercícios físicos por exemplo.

ORGULHO 175 Hz: Esse é o estado de consciência predominante da humanidade atualmente. Dependente de circunstâncias externas (dinheiro, poder, fama, etc), . Esse é o estado que leva ao nacionalismo, racismo e guerras religiosas.Um ataque a suas crenças, viram um ataque pessoal.

CORAGEM 200 Hz: Nesse estado o ego ainda existe, mas já se começa ver uma vida fora de si, pensando mais nos outros, onde o otimismo prevalece, e a espiritualidade começa aflorar.

NEUTRALIDADE 250 |Hz: Nível de sistemas onde nossas crenças são flexíveis, nos tornamos desapegados e mais felizes. Aconteça o que acontecer, você vai estar firme em sua posição. Perde-se a necessidade de provar. Você se sente seguro e convive muito bem com outras pessoas. É um estado confortável.

DISPOSIÇÃO 310Hz: Neste nível, você começa a usar sua energia de forma mais eficaz. Começamos a por em prática as idéias, não existe mais reclamação de quase nada. Aqui começa a acabar a entropia. A vida fica mais organizada.

ACEITAÇÃO 350 Hz: Mudança verdadeira, elimina-se crenças antigas. Vive proativamente pois sua energia aumenta.
No nível da aceitação você se torna competente e aqui você quer colocar suas habilidades para fazer algo bom. É aqui que você define e alcança metas.Começa a entender que tem uma papel a mais no mundo e quer fazer a diferença. Já consegue perdoar facilmente.

RAZÃO/CONTEMPLAÇÃO 400 Hz:  Hawkins define este nível como a nível da medicina e da ciência. Consciência dos mestres, onde se é desapegado de tudo. Enxerga o mundo como um todo conectado, não existe mais sofrimento às coisas externas, não vive mais na matrix.

AMOR 500 Hz: Não existe mais o ego, somente o amor incondicional, onde tudo que se faz é por um bem maior. Hawkins diz que esse nível é alcançado apenas por uma em 250 pessoas durante todo o seu tempo de vida.
Uma parcela minima como 0,0001% vive nesse estado.

ALEGRIA 540 Hz: Estado de felicidade inabalável.  A Alegria é o estado de consciência maior que o ego pode atingir. Começa desapego com a vida. Nível ondes estão mais avançados na espiritualidade. A energia dessas pessoas é radiante e é muito bom estar perto delas. Expansão de consciência. A pessoa age através de sua intuição que é muito forte.

PAZ 600 Hz: Total transcendência. Hawkins diz que esse nível só é alcançado por uma pessoa em 10 milhões.

ILUMINAÇÃO 700 Hz : “É a união do ser com o todo. O fim do individualismo. O fim do eu. Fim do ego. O homem transcendental.
Extremamente raro. Só o fato de pensar sobre pessoas desse nível pode fazer com que você aumente seu nível de consciência. É aqui que acontece o estado da “Consciência Elevada” tão bem conhecido como “Super Consciência”. Você vê o mundo como ele realmente é. Indescritível.”

“Além disso, Hawkins descobriu que o nível de consciência de 200 é um nível crítico. Uma média global de 200 ou mais é necessário para sustentar a vida neste planeta sem que ele afunde em uma eventual autodestruição.

Desde meados dos anos 80, ele informa que a média global da humanidade na sua escala, subiu um pouco acima do nível 200 crítico. Isto, é claro, representa outra descoberta que confirma a existência de uma mudança em curso no nosso nível de consciência.”
fonte: Física Quântica e Espiritualidade

+++

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Doença de Machado-Joseph

+++
+++
A doença foi identificada pela primeira vez em 1972 em indivíduos da comunidade açoriana emigrada na Nova Inglaterra. O nome da patologia, ao contrário do que é habitual, não derivou do nome dos investigadores que a descobriram, mas sim do apelido dos patriarcas das famílias em cujos membros a afecção foi descrita. Estes dois homens, William Machado e Antone Joseph, eram açorianos emigrados em Massachusetts, um grupo étnico no qual a doença apresenta a máxima prevalência, em particular entre a população da Ilha das Flores, na qual cerca de 1 em cada 140 indivíduos é diagnosticado com DMJ.
...
O teste destinado à detecção da mutação causadora da doença está disponível desde 1995 e permite detector o número de repetições do tripleto "CAG" na região do cromossoma 14 que codifica o gene ATXN3.Considera-se que o teste é positivo, isto é que existe o potencial para o desenvolvimento da DMJ, quando a região contém de 61 a 87 repetições, comparadas com as 12 a 44 repetições presentes em indivíduos saudáveis. Uma limitação do teste é a incerteza gerada quando o número de repetições de "CAG" no indivíduo testado fica entre o valor considerado normal e o valor conhecido como patogénico, isto é quando o número se situa no intervalo das 45-60 repetições, situação em que não é possível afirmar com certeza se o indivíduo é ou não portador da deficiência genética que pode levar ao aparecimento posterior de DMJ ou de o transmitir aos seus descendentes. (ver tb)
fonte: wiki





Outra doença, com gene tb localizado no cromossoma 14 e sintomas similares: a doença de Krabbe.

Associação Brasileira com boa informação - ABAHE

Estudo da Universidade do Porto por João Paulo Goulart Rocha Bicudo Melo
Percepção das Dinâmicas Familiares em Portadores do Gene Mutante ATXN3

Facebook - Edson Silva (Machado-Joseph SCA 3 São Paulo)