segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Tony Melendez


Tony Melendez nasceu na Nicarágua, América do Sul. Ele era uma das cerca de 5000 "crianças da Talidomida", uma droga que as grávidas tomavam por causa dos enjôos matinais, o que fez com que ele nascesse sem os dois braços, e hoje é músico consagrado nos Estados Unidos da América, para onde se mudou com seus pais com um ano de idade, em busca de ajuda médica para corrigir um defeito num dos pés.

Mas Tony não deixou que a falta dos braços o impedisse de viver. E viver com alegria. Lá, ele era uma criança como qualquer outra, que brincava, se divertia... Só que sem os dois braços, porque ele, de livre vontade, escolhe deixar de usar as próteses dos braços, por o fazerem sentir diferente do que ele era.

Ao contrário do que talvez fosse de esperar numa criança que os outros meninos evitavam, por ser diferente, Melendez diz que a sua infância não teve nenhuma dificuldade em particular...

Jamais permitiu que a limitação física lhe tirasse o prazer de cantar. Desde muito pequeno começou a tocar algumas notas musicais com os pés e logo descobriu que poderia afinar a guitarra de forma a atender sua necessidade.

Aos 18 anos Tony já tocava e cantava em eventos especiais, e fazia sucesso. Mas ele não canta, apenas. É compositor também.

Aos 25 anos, Tony teve a oportunidade de tocar sua guitarra com os pés e cantar para milhares de jovens, na presença do papa João Paulo II, na cidade de Los Ângeles, no ano de 1987.

Um disco giratório junto aos pedais do veículo também foi a solução para que Tony pudesse dirigir seu próprio automóvel, fazendo uso dos pés.

E é assim que Tony Meléndez supera suas limitações, fazendo o que muitos acham impossível, sempre com muito amor e a sua família: esposa e dois filhos adoptivos.

Numa entrevista o jornalista lhe perguntou: “Como tem sido sua vida sem suas mãos?”

E Tony respondeu, sempre bem-humorado: “Eu não conheço as mãos, pois não as tive. Nunca tive esse dom de poder mover um dedo, de segurar um telefone, um lápis. Meus pés sempre foram meus dedos, minhas mãos”.

Ao final da entrevista, o jornalista lhe perguntou: “Que mensagem você daria àqueles quem têm algum problema e que estão tristes?”

“Eu digo a mesma coisa para quem não tem e para quem tem tudo: não deixem a fé ir embora de seus corações, pois às vezes temos momentos em que ninguém pode nos ajudar.”

in http://www.moo.pt/biografia_de_Tony+Melendez/


Musician Tony Melendez was born in Nicaragua
witout any arms.
At age 16, he started to learn the guitar.
People told him it couldn't be done.
On Sept. 15, 1987 he played "Never Be the Same"
before Pope John Paul II.
The Pope approached him from the stage to kiss him
in appreciation. He now tours as a full-time musician,
delivering what the Pope called a "gift of hope".

+++
Visitem Zimbórios
+++

Nenhum comentário:

Postar um comentário