terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Jesus, eu confio em Vós



Santa Faustina
Maria Faustina Kowalska, ou, simplesmente, Santa Faustina (Łódź, 25 de Agosto de 1905 — Cracóvia, 5 de Outubro de 1935) foi uma freira e mística polaca. Atualmente é venerada como Santa pela Igreja Católica.
see http://pt.wikipedia.org/wiki/Faustina_Kowalska

O quadro «Jesus confio em Vós»

«À noite, quando me encontrava na minha cela, vi Nosso Senhor vestido de branco. Uma mão erguida para a bênção e a outra tocava-lhe a túnica, sobre o peito. Da túnica, entreaberta sobre o peito, saíam dois grandes raios, um vermelho e o outro pálido. Em silêncio, eu contemplava o Senhor, a minha alma estava cheia de temor, mas também de grande alegria. Logo depois, disse-me Jesus: Pinta uma imagem de acordo com o desenho que estás vendo, com a legenda: Jesus, eu confio em Vós. Desejo que essa imagem seja venerada primeiramente na capela das irmãs e depois no mundo inteiro.
Prometo que a alma que venerar esta imagem não perecerá. Prometo também já aqui na terra a vitória sobre os inimigos, e especialmente na hora da morte. Eu próprio a defenderei como Minha glória» (Diário B. Faustina 47-48)

«Durante a oração ouvi estas palavras interiormente: esses dois raios significam o Sangue e a Água. O raio pálido significa a Água, que justifica as almas; o raio vermelho significa o Sangue, que é a vida das almas...
Ambos os raios saíram das entranhas da Minha Misericórdia quando, na cruz, o Meu Coração agonizante foi aberto pela lança.
Esses raios defendem as almas da ira de Meu Pai. Feliz quem viver à sua sombra, porque não será atingido pelo braço da justiça de Deus» (Diário B. Faustina 299)

«Ofereço aos homens um recipiente com o qual devem vir buscar graças na fonte da misericórdia. O recipiente é a própria imagem com a inscrição: Jesus, eu confio em Vós» (Diário B. Faustina 327)

Veneração do quadro

«Na Sexta-feira Santa, às três horas da tarde, quando entrei na capela, ouvi estas palavras: Desejo que essa imagem seja venerada publicamente. Então vi Nosso Senhor agonizando na cruz em grandes dores, e saíram do Coração de Jesus os mesmos dois raios que estão nessa imagem» (Diário B. Faustina 414)

in "A MISERICÓRDIA - Flor do Eterno Amor - As mais lindas orações e reflexões do Diário da Beata Faustina Kowalska" de Irena Saganowska - Edições Missões Consolata - 2495 Fátima (ISBN 972-95542-9-3) (see Pags 57-58)

see also http://apostoladosagradoscoracoes.angelfire.com/jemi.html

Festa da Divina Misericórdia
O Papa João Paulo II, em Maio de 2000, instituiu a Festa da Divina Misericórdia para toda a Igreja, decretando que a partir de então o segundo Domingo da Páscoa se passasse a chamar Domigo da Divina Misericórdia. Segundo os católicos, por meio desta apóstola da Misericórdia, a Irmã Faustina Kowalska, Jesus prometeu: "Neste dia, estão abertas as entranhas da minha Misericórdia. Derramo todo um mar de graças sobre as almas que se aproximam da fonte da Minha Misericórdia. A alma que se confessar e comungar alcançará o perdão das penas e culpas. Neste dia, estão abertas todas as comportas divinas pelas quais fluem as graças. Que nenhuma alma tenha medo de se aproximar de mim".
in http://pt.wikipedia.org/wiki/Divina_Miseric%C3%B3rdia

Nenhum comentário:

Postar um comentário