domingo, 20 de dezembro de 2009

Virtude (vício - álcool / alcohol)

Quando o álcool te sequestra / Cuando el alcohol te secuestra




O alcoolismo é geralmente definido como o consumo consistente e excessivo e/ou preocupação com bebidas alcoólicas ao ponto que este comportamento interfira com a vida pessoal, familiar, social ou profissional da pessoa. O alcoolismo pode potencialmente resultar em condições (doenças) psicológicas e fisiológicas, assim como, por fim, na morte. O alcoolismo é um dos problemas mundiais de uso de drogas que mais traz custos. Com exceção do tabagismo, o alcoolismo é mais custoso para os países do que todos os problemas de consumo de droga combinados.

Apesar do abuso do álcool ser um pré-requisito para o que é definido como alcoolismo, o seu mecanismo biológico ainda é incerto. Para a maioria das pessoas, o consumo de álcool gera pouco ou nenhum risco de se tornar um vício. Outros fatores geralmente contribuem para que o uso de álcool se transforme em alcoolismo. Esses fatores podem incluir o ambiente social em que a pessoa vive, a saúde emocional e a predisposição genética.

O tratamento do alcoolismo é complexo e depende do estado do paciente.
in http://pt.wikipedia.org/wiki/Alcoolismo

Vício (do latim "vitium", que significa "falha ou defeito" [1]) é um hábito repetitivo que degenera ou causa algum prejuízo ao viciado e aos que com ele convivem. O termo também é utilizado de forma amena, muitas vezes deixando um índice de sua acepção completa. Por exemplo, viciado em chocolate.

Seu oposto é a Virtude.

A acepção contemporânea está relacionada a uma sucessão de denominações que se alteraram históricamente e que culmina com uma relação entre o Estado, a individualidade, a ética e a moral, nas formas convencionadas atualmente. Além disso, está fortemente relacionada a interpretações religiosas, sempre denotando algo negativo, inadequado, socialmente reprimível, abusivo e vergonhoso. Porém, em termos genéricos, é interessante a abordagem de Margaret Mead:

“A virtude é quando se tem a dor seguida do prazer; o vício, é quando se tem o prazer seguido da dor”

Faltando porém, um detalhe: os períodos onde a dor e o prazer se inserem variam, sendo que o segundo é sempre mais longo e permanente que o primeiro, em ambos os casos. Daí a relação que se cria também com o trabalho, como processo doloroso que gera prazer posterior permanente, e que portanto, eleva(m) o homem, através do orgulho e da vitória. Fatalmente, o vício relaciona-se também com a perda, a derrota, e portanto, a queda, fechando um ciclo conceitual que interliga o social, o biológico, o religioso e a ética-moral laica.
in http://pt.wikipedia.org/wiki/V%C3%ADcio

AVE-MARIA DAS SETE VIRTUDES

●AVE-MARIA, CHEIA DE GRAÇA,
A Graça da Castidade é a vestimenta de tua Simplicidade.

●O SENHOR É CONVOSCO,
A Graça da Generosidade é a vestimenta de teu Desprendimento.

●BENDITA SOIS VÓS ENTRE AS MULHERES,
A Graça da Temperança é a vestimenta de tua Moderação.

●E BENDITO É O FRUTO DE VOSSO VENTRE, JESUS
A Graça da Diligência é a vestimenta de tua Presteza.

●SANTA MARIA, MÃE DE DEUS,
A Graça da Paciência é a vestimenta de tua Serenidade.

●ROGAI POR NÓS, PECADORES,
A Graça da Caridade é a vestimenta de tua Amizade.

●AGORA E NA HORA DE NOSSA MORTE
A Graça da Humildade é a vestimenta de tua modéstia.

Amém.
Dia de Nossa Senhora das Graças (27 de Novembro)
in http://avemariadetodososdias.blogspot.com/2009/11/normal-0-21-false-false-false.html

O meu muito obrigado a
ANTONIO LUIZ MACÊDO
pelo seu blog:
http://avemariadetodososdias.blogspot.com/
Manuel Filipe Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário